A vida de atleta no inverno

Chuva, chuva e mais chuva acompanhada de frio e mais frio. Não há corpo que aqueça, mesmo que suba o rio 12km e depois se volte a descer. Eu sou profundamente masoquista, só pode. É que quando acabo de tomar banho a sensação de satisfação, cansaço e "missão cumprida" é óptima (ainda que esteja gelada, ainda, até à alma)!

4 comentários:

Manuel Jorge Marques disse...

Entao havias de experimentar remar aqui por estas bandas :) So' a pegar no barco deixei de ter sensibilidade nas pontas dos meus dedos! (ficaram duros como pedra!!)

Mas tem as suas vantagens, va'... nao e' todos os dias que se rema com campos cheios de neve em ambas as margens!... ;)

Carol disse...

Eu sei que aqui não é o pior sítio para se estar no inverno :) e que somos masoquistas já todos sabemos, faz parte!

Aproveita bem por aí!

pastora disse...

deve ser tão booooom!

Carol disse...

Vou ter que concordar:)