Subir o Douro

todos sobem. subir o Douro de bicicleta, já é um programa mais alternativo. o desafio foi lançado entre homens e eu peguei no mesmo, desafiei uma grande, grande amiga, e lá fomos nós. partímos cedo do Porto.  8h30 e estávamos montadas na bicicletas, e lá fomos à aventura. Mal sabíamos! Os meninos que nos deviam ter apanhado quase ao virar da esquina, atrasaram-se cerca de hora e meia o que nos valeu um grande avanço inicial, que soube muito bem. parámos ao fim da primeira hora e meia, num local com uma vista espectacular, para comer qualquer coisa. aliás todo o percurso é feito ao lado do que se pode dizer ser o cenério perfeito para a dose de sofrimento que se iria sentir. 

no plano inicial, iríamos até à régua, onde apanharíamos o comboio até ao pocinho e subíamos até foz côa, onde nos encontraríamos todos - já que eles iam sempre de seguida até ao destino final. alteração de planos à hora do almoço, paragem em caldas de aregos para comer mais a sério, e para não chegarmos a pedalar de noite que é perigoso, fomos apanhar o comboio à ermida, um bocadinho antes da régua. ao que tudo indica estávamos destinadas a chegar a pedalar à régua, assim sendo nada nos iria impedir. vai daí que saímos em godim, a pensar que era régua - tínhamos que comprar o resto do bilhete - e quando reparámos, too late, já o comboio arrancava. toca de montar a bicicleta e pedalar. vá lá que a estação da régua era perto e o dito comboio iria estar lá parado cerca de 20 minutos. valeu o susto de pensar que teria que pedalar ainda uns bons kms....

sentadas e bastantes aliviadas, já a caminho do pocinho - terra bastante "adorada" por todos os remadores deste país - a sensação de que tinha cumprido algo a que me propus e sem treino específico aparente - uma coisa é correr, remar e levantar pesos, outra bastante diferente é pedalar por montes e vales - criou em mim uma satisafação considerável, confesso. chegadas ao pocinho, já em modo de rastos, ainda nos faltavam 7kms, sempre a subir, até à pousada da juventude em foz côa. não foi fácil, a noite já estava aí, os músculos não queriam responder à velocidade que eu gostava. restava-me pensar que tinha que acompanhar a s. porque tinha, pensar no banho quente e nos meninos que ainda pedalavam e não deviam estar assim tão perto.

não sem antes visitar um pouco a vila de foz côa, e o centro de estágio de alto rendimento (de remo) que já não existe, o nosso regresso foi tranquilo, a linha do comboio vai grande parte quase em cima da linha de água, os tunéis escavados nas pedras lembram a força da natureza, a paisagem, essa é única! e eis se não quando avistamos 3 "malucos" a pedalar que nem doidos pela estrada fora. eram eles. e que vontade me deu de saltar daquele comboio. foi mais forte que eu, instalou-se a insatisfação. eu queria ter pedalado mais, eu queria ter feito parte do regresso de bicicleta. eu queria a sensação de cansaço extremo a percorrer-me o corpo, o latejar nos músculos.

as duas sabíamos que isso seria uma loucura, tendo em conta as condições e sabendo que a s. tinha e queria voltar ainda domingo para casa dela. eu, que sou uma eterna insatisfeita - cada vez tenho mais a certeza - consegui desvalorizar os 110km que pedalei no dia anterior, em subidas e descidas consideráveis. chegámos a casa, almoçámos tarde, arrumei tudo e no limite a que me tinha proposto começar a preocupar-me quando ele não cehgasse a casa, toca a compaínha. eram horas de um bom banho, fazer o jantar e descansar o descanso dos justos.
hoje há mais, e ficam-me as palavras do paizinho "Fantastico, Parabens." são sempre o conforto para que não fique tão insatisfeita.

 a primeira paragem

algures..


  
  por acaso desta ia lá ao fundo a descer os 8% a "alta velocidade"

 estação da ermida

cansadas? não... s. e eu

 a partida no domingo de manhã, eles, eu e a s. a fotografar

 as meninas, em foz côa

 ponte antiga, no pocinho

 regresso de comboio


no fim de contas, foi um fim de semana diferente, fantástico, a repetir!

1 comentário:

Rita Lagarto disse...

Estou cansada só de ler!!lol. Parabéns C. que grande coragem! Paisagens lindas!! :)