Porquê os extremos?

Já foram as semanas em que pouco tive que fazer. Agora de repente tudo coincidiu nestes três dias de fim de semana longo. Provas em Espanha, inaugurações em Viana do Castelo, Santos em Lisboa. E eu fechada em casa com a cabeça nos livros, tal qual avestruz. Disse que não tudo e acho bem que valha a pena o esforço. Porquê sempre 8 ou 80 comigo, porquê?

1 comentário:

Manuel Jorge Marques disse...

Descansa que não é só contigo :). Tantas vezes que isso me acontece! É como se as coisas que surgem todas de repente tivessem combinado para se guardarem todas para aquela altura em particular... argh! :P