Da vida


A vida tem me ensinado algumas coisas. Talvez algumas me passem ao lado. Outras acabe por me esquecer, convenientemente ou não, mas a vida tende a lembrar-me mais cedo ou mais tarde. Gostar não chega. Isso é certo. Um gostar de tal forma que ache que sozinho consegue ter energia por dois chega por um tempo determinado. Depois é preciso reinventar. É preciso recarregar. E tudo leva o seu tempo. Tudo exige o seu quê de paciência. Nem todos temos esse tempo. Nem todos sabemos lidar com o incerto. Aliás poucos de nós sabem. Mas se há coisa que não me posso esquecer é que mais do que tudo, seguir um sonho é o que faz sentido nesta vida. Eu sempre fui de seguir sonhos, uns melhores que outros, é certo, mas seguir pessoas nunca me fez grande sentido. A vida prega rasteiras, mas sabermos como nos levantarmos é o que marca a diferença. 

1 comentário:

Adriana disse...

adorei este teu post.
diz muito do q vivo atualmente.