Disso e daquilo

Parece que chegaram os anos em que o grande acontecimento é casar ou ter filhos. Tudo junta os trapos, tudo arranja um rebento para dar continuação à família. Tudo se passa à volta destes temas, tudo gira em torno do vestido, no local, do tema, dos nomes, das roupinhas and so on. É muito giro e eu fico feliz por todas e cada uma das ovelhas, não me interpretem mal, por favor. Posto isto achei graça quando no outro dia, estando uma amiga a dizer que ia ser madrinha de uma, ia ter X casamentos e mais não sei o quê, perante a afirmação:

"Este ano ou se casam ou as que se casaram vão ter filho e tudo se passa à volta disso..."

me responde:

"Eu estou a fazer uma pós graduação!"

Sim, é verdade é um aconteciemento tão importante como qualquer um dos outros. Há quem se esqueça, há vida para além de juntar os trapinhos e deixar descendência. Não quero desvalorizar a importância da família, nem vou dizer que não quero nada disso para mim. Quero salientar que por vezes concentrarmos as forças e energias em algo mais é positivo, dá-nos força para que o resto evolua positivamente. Faz-nos ver que nem tudo é só aquilo, nem tudo está perdido, nem tudo está ganho.

2 comentários:

PALÁCIO DAS LETRAS disse...

Você está certa,pois ainda está na fase de estudos, e fazer pós-graduação é muito importante para estar no Mercado de Trabalho. Tenho uma filha récem formada,muito jóvem ainda que pensa como você. A respeito de casamento,filhos e família veja o meu texto sobre namoridos,namorados ou maridos descartáveis.
Sigo seu blog. Muito bom. Continue assim.Abraço Virtual de Antônio sw Goiânia,GO.

Carol disse...

Bem vindo e muito obrigada! Mas nada de enganos, eu considero a família o bem mais valioso.